sexta-feira, 18 de junho de 2010

Começando a falar de amor... Minhas razões...

Essa semana, para minha surpresa, fui desafiada a falar sobre o amor. Confesso que não foi fácil. Primeiro, porque tenho algumas convicções sobre o amor. E segundo, que devido às minhas convicções concluo que nunca amei. Já me apaixonei, já vivi uma grande paixão, mas ainda busco um grande amor.



O mais curioso é que ao admitir que nunca amei as pessoas ficam espantadas... “Como nunca amou?”, perguntam. Bem, é muito simples! O amor não é instantâneo e não se encontra a venda em mercados... Tenho plena convicção, não interpretem como orgulho, de que nunca amei, pois meus envolvimentos sempre iniciaram com muita euforia, empolgação, desejo, mas não foram consistentes. Foram sentimentos passageiros, como chuva de verão... Considero o amor, o sentimento mais nobre que existe. O amor não é condicionado. AMA-SE PELO SIMPLES FATO DE AMAR!  É um sentimento maduro, progressivo, seguro e tranqüilo. O amor sobrevive sem paixão, mas a paixão sem amor, acaba.

E por isso, resolvi dramatizar uma situação para que consigam entender sob quais perspectivas idealizo o amor e porque acredito que a maioria das pessoas confunde paixão com amor.

AGUARDEM...

2 comentários:

  1. rose, não penses tanto,não pretenda explicar ,não aprisione este pássaro indecifrável em uma apertada gaiola de palavras.Assim nunca o terás. Poderás até vê-lo de binóculo ,ou de microscópio.Mas não o experimentarias.....Amor é para ser vivido,não explicado....Mas tente... escreva,porque o teu texto é agradável. Gosto de "te ler".ivo.bjo.

    ResponderExcluir
  2. Explicar o amor é uma tarefa quase impossível, mas está sendo muito inteligente. Optando em defender sua tese sobre a confusao que fazemos com a paixão e o amor. Você é muito arrojada e estratégica. É claro que depois dessa introdução e em seguida com alguma experiência descrita (acho que é essa sua pretenção), ficará mais fácil provar sua tese e falar de um amor que ainda espera. Mulheres como você são um perigo para nós. Se já desperta nosso interesse, curiosidade e admiração apenas com palavras, imagino como é fácil despertar paixões e amores. Poucas mulheres possuem esse dom, voc~e faz naturalmente, e isso que só li seus artigos... Coloca uma foto vai... Ai, ai, onde consigo uma carteirinho pra fazer parte do seu fã clube? ÓTIMO BLOG!

    Dr. Fabricio (Cardiologista)RSrs.. Quanta ironia do destino...

    ResponderExcluir